Se libertando do sentimento de culpa

culpa

O sentimento de culpa serve como uma âncora para as pessoas que o carrega. Você faz algo errado e automaticamente se condena, com o pensamento de que não há nada que lhe dê jeito. Talvez você parta em uma busca sem fim de redenção, ou então apenas pare no tempo estagnado no mesmo instante em que você falhou, revivendo aquilo de forma torturante.

Culpa é responsabilidade por dano, mal ou desastre causado a algo ou alguém. Ela existe e, por consequência, recai sobre uma pessoa ou alguma situação. O problema começa quando a pessoa culpada resolve se condenar, como se o passado pudesse ser mudado. Pode ser que dê para reverter o dano causado pelo erro, só que o erro em si já aconteceu.

Quando alguém se culpa por uma falha acaba tendendo a se martirizar. Pensamentos sobre como deveria ter sido, como poderia ter sido ou quem foram os prejudicados inundam a cabeçado individuo. Quando a pessoa percebe que nada pode ser feito e não encontra uma solução, começam novas levas de pensamentos: os que dizem que ela não é capaz, que ela não pode, não dá, não é digna, não consegue etc.

Mas a questão aqui é outra. O que fazer então quando erramos?

É simples! Podemos aprender! Enquanto percorremos nosso curso na vida podemos cometer erros e tropeçar pelo caminho, só que ao invés de pararmos de caminhar para lamentar, pensando no que poderia ser sido se fosse diferente, podemos focar em não mais pisar nos lugares em que tropeçamos.

Talvez você não saiba, mas Abraham Lincoln perdeu 5 eleições antes de se tornar presidente, e hoje tem até um memorial em sua homenagem em Washington. Sabia que Walt Disney não conseguia se fixar em emprego de cartunista nenhum, sendo demitido por falta de ideias e de imaginação? Bom, o Mickey discorda!

Agora pense se eles, e outros tantos, houvessem desistido por causa da culpa de terem falhado…

Focar adiante e seguir em frente é a melhor opção. Sempre haverão aqueles que irão te julgar,  e até te condenar, mas não importa. O Único que tem esse poder em mãos não condena a ninguém, muito pelo contrário, sempre está disposto a nos dar uma nova chance.

Se Deus, que é perfeito, nos perdoa quando nos arrependemos de verdade, quando procuramos não andar errando, quem somos nós para não nos perdoar? Quem é você para não se perdoar?

A culpa te inutiliza e te faz continuar errando, que é exatamente aquilo que o culpado menos deseja. O passado não pode ser mudado, mas o futuro aguarda você fazer as escolhas certas. Pode ocorrer de você escolher errado de novo, só que a probabilidade é menor, e ela continua a diminuir conforme cresce o aprendizado.

Foque nas escolhas do seu futuro, aprenda com os erros do passado e dê um chute na culpa do presente! Só ha um que deseja te ver com isso, e com certeza não é Deus…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s